Mostrando postagens com marcador Tributos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Tributos. Mostrar todas as postagens

Dubxanne


Dubxanne - Roxanne EP (2015)

01. Roxanne - Robo Bass Hifi Dubstep Remix feat. Joe Peng
02. Roxanne - Rsd AKA Rob Smith Vocal Mix
03. Roxanne - Rsd AKA Rob Smith Dub Mix feat. Joe Peng
04. Roxanne - Oicho Raw Rework Long Version feat. DubXanne, Joe Peng
05. Roxanne - DubXanne, Joe Peng, Oicho Rework Radio Edit
06. Roxanne - Arschtritt Lindgren Remix feat. Joe Peng
07. Roxanne - Rsd AKA Rob Smith Dub Version
08. Roxanne - Rsd AKA Rob Smith Stepper Mix
09. Roxanne - Robo Bass Hifi Trap Remix

Black Market & Dub Robot


Black Market & Dub Robot - Batman '66 (2019)

01. Batman '66 Dub
02. The Joker Is Wild
03. Riddles Dub
04. Holy Penguins Batman!
05. Batman '66 Dub (Dub Tribute to Adam West's BATMAN)

Black Market


Black Market - Ghostbusters (2019)

01. Ghostbusters Dub (Ray Parker Jr Remix)
02. There Is No Dub... Only ZUUL
03. Dub From The Library Basement
04. Stay Puft Marshmallow Dub

Black Market


Black Market - Thiller (2019)

01. Beat It
02. Billie Jean
03. Rock With You
04. P.Y.T
05. Thriller

Black Market


Black Market - Bowie In Dub (2016)

01. Space Oddity
02. Moonage Daydream
03. Under Pressure
04. Fame
05. Golden
06. Lets Dance

Fat String & Filosofia Reggae Original


Fat String & Filosofia Reggae Original - Tributo A Dennis Brown (2016)

01. Cassandra
02. Money In My Pocket
03. How Could I Leave
04. Should I
05. Whip Them Jah Jah
06. Love in Hate - Riddim
07. Money In My Pocket - Riddim
08. Should I - Riddim
09. Whip Them Jah Jah - Riddim

JAH-VAN


V.A - JAH-VAN (2018)

01. Sina - Arnaldo Antunes, Rincon Sapiência
02. Samurai - Dada Yute
03. Meu Bem Querer - Seu Jorge, Black Alien
04. Faltando um Pedaço - Zeca Baleiro
05. Nem um Dia - Chico César
06. Lilás - Ivete Sangalo, Zé Ricardo
07. Esquinas - Maestro Tiquinho, Jah-Van Band
08. Azul - Fernanda Abreu
09. Açaí - Zélia Duncan, Assucena
10. Cigano - Criolo, The Abyssinians


"Jah-Van", a obra do cantor e compositor Djavan, ganha regravações nas versões reggae e ska.
O produtor Bid e o músico Fernando Nunes reuniram nomes como Arnaldo Antunes, Rincón Sapiência,
Ivete Sangalo, Fernanda Abreu, Seu Jorge, Chico César, Zélia Duncan, entre outros,
para participarem do álbum pela Sony Music.
As faixas "Nem Um Dia", com Chico César, e "Meu Bem Querer" com Seu Jorge e Black Alien.
Bid é o idealizador do projeto ao lado de Fernando Nunes.

Nazireu Rupestre


Nazireu Rupestre - Tosh Attack (2016)

01. No Sympathy
02. Estou Navegando
03. Pick Myself Up
04. Meu Poder, Minha Força
05. Eu Não Vou Votar
06. Pérolas
07. Oh África
08. Equal Rights /Downpressor Man
09. Oh Bumbo Klaat

Mato Seco


Mato Seco - Marley Experience (2014)

01. Natural Mystic
02. Punky Reggae Party
03. Mystic Morning
04. Small Axe
05. Roots
06. Survival
07. So Jah Seh
08. Easy Skanking
10. I Know
11. War
12. No Woman No Cry
13. Revolution
14. Thank You Lord
15. One Love
16. Redenption's Song

Mellow Submarine


VA – Mellow Submarine – A Reggae Tribute To The Beatles (2001)

Disc 1

01. John Holt - I Will
02. Keith Lynn - My Sweet Lord
03. Ernie Smith - You Won’t See Me
04. Dynamites - Hey Jude
05. Anonymously Yours - Get Back
06. Soulettes - Let It Be
07. Crystalites - Lady Madonna
08. Dobby Dobson - Carry That Weight
09. Marcia Griffiths - Don’t Let Me Down
10. Heptones - Ob La Di, Ob La Da
11. B.B. Seaton - Eleanor Rigby
12. Errol Dunkley - You Never Know (I’ll Be Back)
13. Rosalyn Sweat & Paragons - Blackbird Singing
14. Sugar Minott - All Day Night (A Hard Day’s Night)
15. Phyllis Dillon - Something
16. Tyrone Taylor - Yesterday

Disc 2

01. Dandy - Yesterday
02. The Mohhawks - Let It Be
03. The Johnny Arthry Orchestra - Something
04. Fitzroy Sterling - My Sweet Lord
05. The Israelites - Come Together
06. Rico & The Rudies - Hey Jude
07. Del Davis - World Without Love
08. Jackie Robinson - In My Life
09. Joyce Bond / Ob La Di, Ob La Da
10. Susan Cadogen - Imagine
11. Nicky Thomas - Isn’t It A Pity
12. The Mohawks - And I Love Her
13. Dawn Penn - Here Comes The Sun
14. John Holt - Happy Xmas (War Is Over)
15. Marshall Williams - Norwegian Wood
16. Ken Boothe - My Love

Dubxanne


Dubxanne - Police In Dub (2008)

01. Walking On The Moon
02. Roxanne Dub Version feat. Eased from Seed
03. Can't Stand Losing You
04. The Bed's Too Big Without You feat. Ranking Roger
05. Driven to Tears
06. Message In A Bottle feat. Earl 16
07. Once Upon A Daydream
08. Spirits In A Material World feat. Benjamin Zephaniah
09. Someone To Talk To
10. So Lonely feat. Big Youth
11. Reggatta De Blanc
12. Wrapped Around Your Finger feat. Jazz'min
13. Bring On The Night

Tributo Reggae a The Beatles II


 Hemp! A Reggae Tribute to the Beatles
Vol. II (2013)

01. Ali Campbell feat. Sly & Robbie – A Hard Day’s Night 
02. Sig Ragga - Fool On The Hill 
03. Ras Attitude & Oneness Band - Yesterday 
04. Los Pericos - Sargent Pepper’s Lonely Heart Club Band 
05. Mellow Mood - Love Me Do 
06. David Hinds (Steel Pulse) - Ticket To Ride 
07. Quique Neira & Dubies – Across The Universe 
08. Groundation –Come Together 
09. Desmond Foster - And I Love Her 
10. Gomba Jahbari - Help! 
11. Olodum - Let It Be 
12. Pablo Molina & Leoes De Israel – All You Need Is Love 
13. Raging Fyah - You Won’t See Me 
14. Dennis Bovell - Flying 
15. Nairobi feat. Ugo (Yataians) - I Am The Walrus
16. Big Mountain - Imagine

CD2
01. Cultura Profetica - All Things Must Pass 
02. Nkulee Dube & The Robotiks – Something 
03. La Zimbabwe – Back To The Ussr 
04. Yellowman & Timaias - In My Life 
05. Matamba - All My Loving 
06. Sister Mary Elephant & The Pitch Pipes – Please Mr. Postman 
07. Bahiano - Blackbird 
08. Tribo De Jah – Michelle 
09. Rebelution - Please Please Me 
10. 10 Ft. Ganja Plant - You Got To Hide Your Love Away 
11. Prezident Brown - From Me To You 
12. Pato Banton & Mellow Mood – Love Me Do (Reprise) 
13. Bambu Station – The Inner Light 
14. Jahdan Blakkamore & Humanidub ft. Zion Train – Dear Prudence 
15. Gaudi – While My Guitar Gently Weeps 
16. Ras Michael & The Sons Of Negus – Give Peace A Chance

CD3

01. Don Carlos & Dub Vision Band – Obladi Oblada 
02. Los Cafres - Till There Was You 
03. Andrew Tosh & Aline Duran - Can’t Buy Me Love 
04. Kameleba - If I Needed Someone 
05. House Of Shem - Let It Be 
06. Rootz Underground – Across The Universe 
07. Congo –And I Love Her 
08. Armandinho - Got To Get You Into My Life 
09. Danakil - Fool On The Hill 
10. Mad Professor - I’ll Be Back 
11. Destroy Babylon - Tomorrow Never Knows 
12. Resistencia - Revolution 
13. 1814 - Hey Jude 
14. Sebastian Sturm & Exile Airline - Day Tripper 
15. Sessiones & Dubmatix – Octopu’s Garden
16. The Aggrolites – Don’t Let Me Down (Live)

Anthony B


Anthony B - Tribute To Legends (2013)

01. Intro
02. So Easy So Hard ft.Zamunda
03. Oh Jah Remember I feat. Fyakin
04. Real Situation Tribute To Bob Marley
05. Stepping Razor Tribute To Peter Tosh
06. Imagine Tribute To John Lennon
07. Same Song Tribute To Israel Vibration
08. Pomps And Pride Tribute To Toots & The Maytals
09. Trouble You A Trouble Me Tribute To Ini Kamoze
10. Psalm A Day
11. Suspicious Minds Tribute To Elvis Presley
12. Can't Stop Loving You Tribute To Ray Charles
13. Don't Die To Go To Heaven
14. Burn Iniquity
15. Too Boyie-Boyie Tribute To Sophia George

Yellow Dubmarine


Yellow Dubmarine - Abbey Dub (2011)

01. Come Together
02. Something
03. Maxwell's Silver Hammer
04. Oh! Darling
05. Octopus's Garden
06. I Want You (She's So Heavy)
07. Here Comes The Sun
08. Because
09. You Never Give Me Your Money
10. Sun King
11. Mean Mr. Mustard
12. Polythene Pam
13. She Came In Through The Bathroom Window
14. Golden Slumbers
15. Carry That Weight
16. The End
17. Her Majesty

Hoje Bob Marley completaria 67 anos, confira a matéria especial sobre o rei do reggae.

Hoje Bob Marley completaria 67 anos, confira a matéria especial sobre o rei do reggae.

Há 67 anos nascia o maior artista do terceiro mundo, Bob Marley, que com o título de rei do reggae figura entre os maiores mega stars da história da música. E não poderia ser diferente, pois, podemos dizer que ele foi o responsável não só por popularizar o reggae em todos os continentes mas também colocar a Jamaica no mapa. É claro que já havia toda uma cena em torno da música jamaicana que fazia sucesso principalmente entre os ingleses, mas de fato foi Bob Marley quem potencializou tudo isso no nível do mainstream.


Além da música... 
Sua trajetória é realmente diferenciada, tamanho respeito em seu país o tornou influente no meio social e político, inclusive promovendo o “One Love Peace Concert”, quando fez com que o Primeiro-Ministro Michael Manley e o líder da oposição Edward Seaga dessem as mãos em palco, foi então convidado para ir à sede das Nações Unidas, em Nova York, para receber a Medalha da Paz. Seu envolvimento com a política inclusive o fez sofrer um atentado contra sua vida, quando homens invadiram sua casa atirando contra ele, Rita Marley e o empresário Don Taylor.
Em abril de 1980, o grupo foi convidado oficialmente pelo governo do recém libertado Zimbábue para tocar na cerimônia de independência da nova nação. Essa foi a maior honra oferecida à banda e demonstrou claramente a sua importância no Terceiro Mundo.


O início na música
 Bob Marley deu os primeiros passos na música ao lado de seu amigo Bunny, com quem começou a tocar latas e guitarras improvisadas em casa. O som que os dois garotos faziam era influênciado pelas emissoras do sul dos Estados Unidos que conseguiam captar nos seus rádios e que tocavam músicas de artistas como Ray Charles, Curtis Mayfield, Brook Benton e Fats Domino, além de grupos como The Drifters que tinham muita popularidade na Jamaica. Então eles passaram a serem ajudados por Joe Higgs, que apesar de já possuir uma certa fama na ilha ainda morava em Trenchtown e dava aulas de canto para iniciantes. Numa dessas aulas Bob e Bunny conheceram Peter McIntosh.

Em 1962 Bob Marley foi escutado por um empresário musical chamado Leslie Kong que, impressionado, o levou a um estúdio para gravar algumas músicas. A primeira delas “Judge Not” logo foi lançada pelo selo Beverley’s. No ano seguinte Bob decidiu que o melhor caminho para alcançar o sucesso era em um grupo, chamando para isso Bunny e Peter para formar os "Wailing Wailers". O novo grupo ganhou a simpatia do percussionista rastafari Alvin Patterson, que os apresentou ao produtor Clement Dodd. Na metade de 1963 Dodd ouviu os Wailing Wailers e resolveu investir no grupo. O ritmo da moda na Jamaica então era o Ska que, com uma batida marcada e dançante, misturava elementos africanos com o rhythm & blues de New Orleans e que tinha Clement “Sir Coxsone” Dodd como um dos seus mais famosos divulgadores. Os Wailing Wailers lançaram o seu primeiro single, “Simmer Down”, atarvés da Downbeat de  Coxsone no fim de 1963 e em janeiro a música já era a mais tocada na Jamaica, permanecendo nessa posição durante dois meses. O grupo então era formado por Bob, Bunny, Peter, Junior Braithwaite e dois backing vocals, Beverly Kelso e Cherry Smith.


The Wailers 
Em meados de 1966 o envolvimento de Marley com a crença Rastafari  também estava crescendo e, a partir de 67, sua música começou a se refletir nisso. Os hinos dos Rude Boys deram lugar a uma crescente dedicação às canções espirituais e sociais que se tornaram a pedra fundamental do seu real legado, foi então que surgiu oficialmente os "The Wailers".

Rita também começava sua carreira como cantora com um grande sucesso chamado “Pied Piper”, um cover de uma canção pop inglesa. A música jamaicana, entretanto, havia mudado. A frenética batida do Ska deu lugar a um ritmo mais lento e sensual chamado Rock Steady. A nova crença Rastafari dos Wailers os colocou em conflito com Coxsone Dodd e, determinados a controlar seu próprio destino, os fez criar um novo selo, o Wail’N’Soul. Mas, apesar de alguns sucessos, os negócios dos Wailers não melhoraram muito e o selo faliu no fim de 1967. O grupo sobreviveu, entretanto, inicialmente como compositores de uma companhia associada ao cantor americano Johnny Nash que, na década seguinte, teria um grande sucesso com “Stir It Up”, de Bob.

Os Wailers então conheceram um homem que revolucionaria o seu trabalho: Lee Perry, cujo gênio produtivo havia transformado as técnicas de gravação em estúdio em arte. A associação Perry / Wailers resultou em algumas das melhores gravações da banda. Músicas como “Soul Rebel”, “Duppy Conqueror”, “400 Years” e “Small Axe” são clássicos e concerteza definiram a futura direção do reggae. Em 1970, Aston 'Family Man' Barrett e seu irmão Carlton (baixo e bateria, respectivamente) uniram-se aos Wailers. Eles eram a base da banda de estúdio de Perry e haviam participado em várias gravações do grupo. Os irmãos eram conhecidos como a melhor seção rítmica da Jamaica, status que continuariam pela década seguinte. Os Wailers eram então reconhecidos como grande sucesso na ilha, mas internacionalmente continuavam desconhecidos.


Da Jamaica para o mundo 
No verão de 1971 Bob aceitou o convite de Johnny Nash para acompanhá-lo à Suécia, ocasião em que assinou contrato com a CBS, que era também a editora do americano. Na primavera de 72 todos os Wailers já estavam na Inglaterra, promovendo o single “Reggae on Broadway”, mas sem alcançar bom resultado. Como última tentativa Bob entrou nos estúdios da Island Records, que havia sido a primeira a dar atenção ao crescimento da música jamaicana, e pediu para falar com o seu fundador, Chris Blackwell. Blackwell conhecia a fama dos Wailers e o grupo estava fazendo uma proposta irrecusável. Eles estavam adiantando 4 mil libras para gravar um álbum e para que, pela primeira vez, uma banda de reggae tivesse acesso as mais avançadas técnicas de gravação e fosse tratada como eram as bandas de rock da época. Antes dessa proposta as editoras achavam que um grupo de reggae só vendia em singles ou compilações com várias bandas.

Com o primeiro álbum dos Wailers, "Catch A Fire" era o começo de um longo caminho à fama e ao reconhecimento internacional. Embora "Catch A Fire" não tenha sido um hit instantâneo, o álbum teve um grande impacto na imprensa. 
 Em 73 o grupo também lançou o seu segundo álbum pela Island, "Burnin", um LP que incluía novas versões de algumas das suas mais velhas músicas, como: “Duppy Conqueror”, “Small Axe” e “Put It On”, junto com faixas como “Get Up, Stand Up” e “I Shot The Sheriff” (que no ano seguinte se tornaria um enorme sucesso mundial na voz de Eric Clapton, alcançando o primeiro lugar na lista dos singles mais vendidos nos Estados Unidos).


Bob Marley & The Wailers 
 No início do próximo ano, entretanto, Bunny e Peter deixariam definitivamente o grupo para embarcar em carreiras solo enquanto a banda começava a ser conhecida por Bob Marley & The Wailers. “Natty Dread” foi lançado em Fevereiro de 75 e logo a banda estava novamente na estrada. A composição harmônica perdida com a saída de Bunny e Peter havia sido substituída pelas I-Threes, um trio feminino composto pela esposa de Bob, Rita, além de Marcia Griffiths e Judy Mowatt.

Com o sucesso mundial  então embarcaram na sua maior turnê européia, quebrando recordes de público pelo continente. A agenda incluía um show para 100 mil pessoas em Milão, o maior da história da banda. Bob Marley & The Wailers eram a maior banda na estrada naquele ano e “Uprising” estava em todas as paradas da Europa. Era um período de máximo otimismo e havia planos para uma turnê na América na companhia de Stevie Wonder no final do ano.


Os últimos momentos
No fim da turnê européia Marley e a banda foram para os Estados Unidos. Bob fez dois shows no Madison Square Garden, mas logo após caiu sériamente doente. Três anos antes, em Londres, havia ferido o dedo do pé jogando futebol. O ferimento  tornou-se cancerigeno e, apesar de ter sido tratado em Miami, continuou a progredir. Em 1980, o câncer, na sua forma mais viral, começou a espalhar-se pelo corpo de Bob. Ele controlou a doença por oito meses, fazendo tratamento na clínica do Dr. Joseph Issels, na Bavária. O tratamento de Issels era controverso por usar apenas remédios naturais e não tóxicos e, por algum tempo, pareceu estabilizar a condição de Bob. Entretanto, repentinamente a luta começou a ficar mais difícil. No começo de maio ele deixou a Alemanha para voltar à Jamaica, mas não completou a viagem.

Bob Marley morreu num hospital de Miami na segunda-feira, 11 de maio de 1981. No mês anterior, Marley havia sido agraciado com a Ordem do Mérito da Jamaica, a terceira maior honra da nação, em reconhecimento à sua inestimável contribuição à cultura do país. Na quinta-feira, 21 de Maio de 1981, o Honorável Robert Nesta Marley O. M. recebeu um funeral oficial do povo da Jamaica. Após o funeral - assistido tanto pelo Primeiro-Ministro como pelo líder da oposição - o corpo de Marley foi levado à sua terra natal, Nine Mile, no norte da ilha.


Família Marley continua
O legado de Bob Marley continua pelo mundo todo, em cada banda de reggae que se forma, entre tantos artistos de diversos gêneros musicais que o homenageiam, além da sua música ser extremamente contemporânea e o reflexo disso são tantos jovens que 30 anos após sua morte ainda idolatram suas canções e pensamentos imortalizados.

No clã dos Marley's o ritmo não para e tem nos filhos Damian, Ziggy, Stephen, Julian e Kimany os encarregados de continuar a história entre a família e a música.

Créditos à Reggae Enciclopédia.
Texto adaptado por: Augusto Freire
-->

Cultura Profética


Cultura Profética - Tribute To The Legend Bob Marley (2007)

01. Is This Love
02. Buffalo Soldier
03. Positive Vibration
04. Natural Mystic
05. No Woman No Cry
06. Slogans
07. Exodus
08. Redemption Song
09. Easy Skankin
10. Small Axe
11. Pimpers Paradise
12. Rat Race
13. Get Up, Stand Up

Vibrações


Vibrações - Tributo a Bob Marley (2010)

01. Crazy Baldhead (Abertura)
02.  Ride Natty Ride
03. Zumbi
04. Forever Loving Jah
05. Redemption Song
06. Misty Morning
07. Olhos Verdes
08. Three Little Birds
09. Roots, Rock, Reggae
10. Rat Race
11. Meu Bom Amigo
12. Rebel Music
13. One Drop
14. Jamming
15. Condores

The Drastics



The Drastics - MJ A Rocker (2009)

01. I Want You Back
02. Rock With You
03. Dont Stop Til You Get Enough
04. Billie Jean
05. Smooth Criminal


Tributo á Michael Jackson

Ponto de Equilíbrio


Ponto De Equilíbrio - Tributo a Bob Marley 70 Anos - Ao Vivo (2015)

01. Concrete Jungle
02. Rat Race
03. Caution
04. Get Up, Stand Up
05. Rastaman Chant
06. Lion Of Judah (Conquering Lion)
07. Them Belly Full
08. Could You Be Loved (feat. Kuky Lughon)
09. Exodus

The Rolling Stones


V.A - I Love Reggae Stone (2008)

01. Start Me Up - Toots And the Maytals
02. Wild Hiorses - Gregory Isaac
03. Jumpin´ Jack Flash - Sugar Black
04. You Can´t Always Get What You Want - Steel Pulse
05. Paint It Black - Chalice Paint
06. Waiting On A Friend - Hugh J. .
07. (I Can´t Get No) Satisfaction - The Heptones
08. Under My Thumb - Andrew Francis
09. Time Is On My Side - The Gladiators
10. Honky Tonk Women - Glen Ricks Honky
11. Brown Sugar - Ken Boothe
12. As Tears Go By - Susan Cadogen