Mostrando postagens com marcador Histórias. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Histórias. Mostrar todas as postagens

Breve História e Origem do Ska


Ska é um estilo musical jamaicano se desenvolveu entre o final dos anos 50 e o início dos anos 60. Combinando elementos do Swing e do mento com o jazz e o rhythm and blues norte-americano, foi um precursor na Jamaica do rocksteady e mais tarde do reggae. O Ska apresenta um ritmo forte qual acompanha o Reggae swingueiro na sua vibração melódica, que formou o Calipso. Assim, Os sons dos tambores é difícil de ser executado,por ter que fazer harmonia com as cordas da guitarra e o sax jamaicano.
Especialistas em música tipicamente dividem a história do Ska em três levas. A popularidade do estilo expandiu-se bastante desde o seu surgimento, e foi revivido na Inglaterra nos anos 80 (conhecido como "Era Two-Tone", inspirado na gravadora de mesmo nome) e novamente durante os anos 90 (chamado de "Terceira Onda de Ska").
The Skatalites são considerados como os criadores do ska e, também influenciaram o rocksteady e o reggae, seus descendentes musicais que derivam dos sons tradicionais da Jamaica. As suas primeiras gravações de ska datam de junho de 1964, ainda que estes músicos tivessem trabalhado bastante tempo antes como banda para a gravadora/editora Studio One, gravando principalmente rhythm and blues. Os membros originais da banda obtiveram a sua formação musical a partir dos músicos de jazz da Jamaica. Por isso, se bem que e tenham inspirado em sons oriundos dos Estados Unidos da América (principalmente boogie woogie) e sons africanos, a música dos The Skatalites contém muitos elementos próprios do jazz. Laurel Aitken, também conhecido como "padrinho do ska", (Havana, 1925 ? 2005) foi um músico jamaicano.
Nascido em Cuba, filho de pai jamaicano e mãe cubana, foi para a terra do ska aos oito anos de idade. Na Jamaica, participou de concursos de novos talentos, para turistas que visitavam o Caribe até, ainda muito jovem, se firmar como uma das vozes mais queridas da ilha naqueles anos. Com "Boogie in my bones", single lançado pela então iniciante gravadora Island, de Chris Blackwell, permaneceu treze semanas no topo das paradas de sucesso. Segundo Toni Face, da Liquidator Music, "Laurel Aitken viu passar todas as modas e estilos importados e nascidos na Jamaica. Gravou de tudo. Mento, calypso, jazz, boogie, rhythm and blues, ska, bluebeat, reggae, rock steady, skinhead reggae, roots, deejay, toasting, lovers e outros estilos mais.”.
Nos anos 60, imigrou para a Inglaterra. O rude boy consagrou então temas como "Sally Brown" e "It's Too late" entre outros. Laurel foi também responsável pela popularização do bluebeat (como os ingleses denominavam o ska jamaicano). Foi o artista principal do selo de mesmo nome, disputadíssimo por colecionadores de ska e reggae de todo o mundo. Durante os anos 70 flertou com a temática rastafari (em "Rasta man power"), mas definitivamente se consagrou com um herói do skinhead reggae (em "Skinhead train") e da nova geração de rude boys, agora ingleses, durante os anos da 2 tone Records.
O Madness é banda uma inglesa de Ska/pop de Camden Town, Londres, que se formou em 1976. Em 2008, a banda continuou a realizar shows com a sua linha de sete membros, embora a sua linha tenha variado sutilmente ao longo dos anos.
Juntamente com o The Specials, eles foram uma das bandas mais proeminentes do ska Pós-1970 (o chamado movimento 2-Tone), dando uma nova cara ao ska. No entanto, conforme sua carreira progrediu, a banda se afastou um pouco do ska e ficando mais próximo da música pop.
O Madness conquistou a maior parte do seu sucesso na década de 1980. Ambos os Madness e UB40 ficaram exatamente 214 semanas com seus singles no Reino Unido. As bandas, por isso, são detentoras do registro de mais semanas com singles no Reino Unido na década de 1980.
The Specials foi uma banda britânica formada em 1977 em Coventry. Eles misturavam elementos do mod e do ska e criaram um novo som que se tornaria conhecido como Two Tone. Eles ficaram famosos mais por seus compactos do que por álbuns, como?Ghost Town. ?Too Much Too Young? E sua estréia com?Gangsters.
Logo depois de ser formado em 1977 por Dammers, Golding e Gentleman, a banda começou a tocar em pequenos shows sob o nome de The Coventry Automatics e depois como The Specials AKA. Joe Strummer, vocalista e guitarrista da também banda britânica The Clash compareceu a um de seus shows, convidando depois o The Specials AKA para abrir para sua banda durante a turnê No Parole UK Tour. Isto deu ao The AKA um nível de exposição nacional importante, e eles começaram a ser agenciados pelos mesmos empresários do Clash. Entretanto, em 1979 Dammers decidiu fundar seu próprio selo, e a 2-Tone Records nascia. Por este selo a banda lançou? Gangsters. Entrando para a parada de sucessos. O grupo então começou a usar ternos ao estilo mod, juntamente com outros elementos da moda dos anos 60. Seu LP de estréia foi Specials, produzido por Elvis Costello. ?Too Much Too Young? Ficou em primeiro lugar nas paradas, apesar de ter sido banida pela BBC por seus versos que falavam de aborto.
The Mighty Bosstones são uma banda de ska-core de Boston, Massachusetts. Formado em 1985, os Bosstones são considerados os criadores do gênero ska-core, um estilo de música que mistura elementos da terceira geração do ska com o hardcore punk.
O No Doubt teve um início difícil até conseguir alcançar o sucesso e a fama que tem hoje. Em Anaheim, na Califórnia, os amigos John Spencer, Gwen Stefani e seu irmão Eric, que eram fãs do Madness, resolveram montar eles próprios um grupo. Nascia, em 1987, o No Doubt, formado por dois vocalistas (Gwen e John) e um tecladista (Eric). Com a formação prejudicada pela falta de instrumentos, eles tocavam apenas Ska porque consideravam mais fácil e se apresentavam em pequenos bares da região.

Breve História e Origem do Reggae


A cor vermelha simboliza a triunfante igreja dos Rastafari, representando também o sangue dos mártires que existem na história dos rastas. O preto representa a cor dos africanos, dos quais descendem 98% dos jamaicanos. O verde representa a beleza da vegetação da Etiópia e da terra prometida. O amarelo é usado para simbolizar a abundância da sua terra natal. Original da década de 60, o ritmo divide-se em dois sub-gêneros, o “roots reggae” (o reggae original) e o “dancehall reggae”, que é originário da década de 70. O reggae é constantemente associado ao movimento rastafari, que, de fato, influenciou muitos dos músicos apologistas do estilo reggae nas décadas de 70 e 80. De qualquer maneira, o reggae trata de vários assuntos, não se restringindo à cultura Rastafari, como o amor, o político e principalmente a crítica social. Rastafari é um movimento religioso que proclama Rei Selassie I, imperador da Etiópia, como Jah (Deus para Rasta) reencarnado. Esse termo advém de uma forma contraída de Jeová encontrado no salmo 68:4 na versão da Bíblia do Jams, e faz parte da trindade sagrada o Messias prometido. O nome Rastafari tem sua origem em Rãs (duque ou chefe) Tafari (príncipe da paz). Makonnen, o nome de Haile Selassie I antes de sua coroação. O movimento surgiu na Jamaica entre a classe trabalhadora e camponesa negros. Em meados dos anos 30, iniciado por uma interpretação da profecia bíblica em parte baseada pelo status de Selassie como o único monarca Africano de um país totalmente independente e seus títulos de Rei dos Reis, Senhor dos Senhores e o conquistador do Leão de Judá. Alguns historiadores afirmam que o movimento surgiu, e teve posteriormente adesão, por conta da exploração que sofria o povo jamaicano, o que favorece o surgimento de idéias religiosas, vide a Guerra de Canudos e Guerra do Contestado, as quais tiveram seus respectivos líderes messiânicos. Outros fatores inerentes ao seu crescimento incluem o uso sacramentado da Maconha ou Erva, aspirações políticas e afro-centristas, incluindo ensinamentos do publicista e organizador Jamaicano Marcus Garvey (também freqüentemente considerado um profeta), o qual ajudou a inspirar a imagem de um novo mundo com sua visão política e cultural. O movimento é algumas vezes chamado Rastafarianismo, porém alguns Rastas consideram este termo impróprio e ofensivo. O movimento Rastafari se espalhou muito pelo mundo, principalmente por causa da imigração e do interesse gerado pelo ritmo do Reggae; mais notavelmente pelo cantor e compositor de Reggae jamaicano Bob Marley. Em 2000 haviam aproximadamente 1.000.000 de seguidores do Rastafaris pelo mundo. Por volta de 5% dos Jamaicanos se identificam com Rastafari. Muitos dos Rastafari são vegetarianos, ou comem apenas alguns tipos de carne, vivendo pelas leis alimentares de Levítico e Deuteronômio no Antigo Testamento. O nome reggae surgiu por causa do som que faz na guitarra. O “ri” seria o movimento para baixo, e o “gae”, o movimento para cima. O mesmo acontece com o ska, o nome é derivado do som que é reproduzido na guitarra Uma das características que podem caracterizar o reggae é a crítica social, como, por exemplo, cantar a desigualdade, o preconceito, a fome e muitos outros problemas sociais, um modo de alertar e incentivar o povo a se mobilizar contra seus problemas.

Fonte Vida Cultural/JA