Mostrando postagens com marcador Solano Jacob. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Solano Jacob. Mostrar todas as postagens

Solano Jacob


Solano Jacob - Estúdio Showlivre Ao Vivo (2016)

01. Diga
02. Woman I Love You
03. Love Is The Answer
04. O Santuário da Família
05. Esse Emmanuel
06. Chão de Lava
07. Bloodshed
08. Por Amor
09. Agradeça Sempre

Solano Jacob


Solano Jacob - O Santuário da Família (2012)

01. O Santuário da Família
02. Bloodshed
03. Mellow Mood
04. Seu Maior Inimigo
05. War It Out
06. Esse Emmanuel
07. Tell Them
08. Chão de Lava
09. Love Is The Answer
10. Quero de Graça
11. Woman I Love You
12. Por Amor
13. Preciso te Dizer
14. My Words
15. O Dub da Família

Solano Jacob


Entre A Lousa e o Palco

Solano Jacob é professor, escritor, músico e artista de grande influência no cenário do reggae nacional. Nascido em São Bernardo do Campo no final dos anos 70, há mais de dez anos vêm atuando em todo o Brasil e inclusive no exterior no intuito de aliar a música à educação no processo de construção do espírito humano

Uma característica que o ressalta, sem dúvida, é a originalidade e o conteúdo de suas composições de impacto na mente do jovem brasileiro:
“Alguns pensam que a vida é um rio que encontrará seu caminho, outros acham que é um sonho e caem na iniquidade”, uma referência à famosa “Filhos Rebeldes”, sucesso nacional contida no álbum “Palavra Viva”.
Formado em bacharel e licenciado pelo Instituto de Ciências Biológicas da Universidade de São Paulo – USP, Solano Jacob desde sua entrada na graduação já almejava se aprofundar na conexão entre o ramo educacional e o musical. “Biologia é o estudo da vida, mas qual será o músico que lhe negará a dizer que música não é vida?” Esta nova proposta musical vinculada à busca pelo saber, de fato, estimula o pensar e a reflexão das pessoas.
Solano Jacob é um artista diferenciado pela capacidade que possui em compor tanto em português quanto em inglês, o que amplia as possibilidades de intercâmbio entre culturas diferentes. Teve sua formação em língua inglesa através da Cultura Inglesa de São Paulo, onde estudou por mais de dez anos e obteve sua proficiência no idioma através de qualificações pelas universidades de Cambridge e Oxford.
Foi o idealizador e líder da banda paulista Leões de Israel por mais de seis anos, trabalho no qual lhe rendeu ascensão na carreira como cantor e compositor através de grandes sucessos como Filhos Rebeldes, Secou a Fonte, Ouça a Profecia, Me Gwann, Jah Jah Children e Treading Around the Land, bem como o lançamento de dois álbuns intitulados - Pilares da Justiça (2002) e Palavra Viva (2005), ambos com expressivas vendagens de 20.000 e 40.000 cópias respectivamente.
Na estrada, apresentou-se nas principais capitais brasileiras - Salvador em 2004, onde atuou e acompanhou Gregory Isaacs, renomado cantor Jamaicano, durante sua turnê pela América do Sul que incluiu cidades como Buenos Aires, Fortaleza, Aracaju, Belém, São Luiz e Recife.
Solano esteve presente no conceituado Circuito Reggae Paulista, projeto amplo que realizou inúmeros festivais de reggae em São Paulo e nas principais cidades da Grande São Paulo, como Osasco, Suzano, Carapicuíba, Guarulhos, Jundiaí, Vinhedo, Valinhos, Campinas e região.
Em sua bagagem não podemos deixar de mencionar sua participação conjunta em festivais com grandes nomes do reggae mundial como: Israel Vibration, Don Carlos, Midnite Band, Fullyfullwood Band, The Gladiators, Peter Broggs e Gregory Isaacs.
Em meados de 2005, Solano Jacob juntamente com sua banda de origem foram convidados a representar o Brasil no maior festival de reggae jamaicano, o REBEL SALUTE FESTIVAL em uma cidade próxima à capital Kingston. Em meio às grandes lendas do reggae jamaicano como Burning Spear, Cocoa Tea, Third World, The Congos, Inner Circle e Luciano, Solano Jacob conseguiu aplausos e respeito por parte do povo jamaicano enquanto cantava uma de suas composições em inglês, “Me Gwann”.
Ao retornar da Jamaica em janeiro de 2006, Solano trouxe uma nova proposta de trabalho. Em carreira solo, após dois anos de preparação, traz em maio de 2008 um projeto inédito - "A Fé e a Razão". Uma comprovação de que a música e o ato de pensar são aliados em qualquer processo educativo, o trabalho é apresentado em duas partes complementares: o álbum contendo 12 faixas e o livro de mesmo título.

Site Oficial
www.solanojacob.com.br

Solano Jacob


Solano Jacob - Ao Vivo Tribe House (2009)

01.  A Fé E A Razão
02.  Here I Come Again
03.  Prises
04.  Far Away
05.  Agradeça Sempre
06.  Me Gwann
07.  Not By Bread Alone

Solano Jacob



Solano Jacob - A Fé e a Razão

Prefácio do Livro.

Tínhamos um sonho, o sonho da pureza total, tudo o que fosse considerado sujo deveria ser eliminado: vírus, bactérias, vermes e parasitas, inclusive qualquer pessoa que viesse a ferir a nossa escolha de sermos limpos. Sujeira é uma palavra que vibra negativamente. Lembra doenças, pobreza, miséria, descaso, abandono e, certamente nós que podemos comprometer o nosso bem-estar nos misturando a ela, precisamos de todos os recursos modernos para combatê-la.
As favelas, por exemplo, são locais de muita criminalidade. Lá vivem pessoas convivendo com muita sujeira, ratos e fezes que boiam nos córregos que passam no fundo de suas moradias. Este é o exemplo de uma das maiores imundices da humanidade e também o maior exemplo da nossa vontade em extirpar todas as pessoas que podem interferir na nossa nobre qualidade de vida. Quem mora em favela já é segregado socialmente só pelo fato de ser favelado, um conceito que já o define como indivíduo. Não importa seu nome ou virtudes que tenha, antes de tudo ele será sempre um favelado. Será uma pessoa suja que para ser aceita por seus semelhantes deverá passar pelo crivo de uma série de instituições como escolas, igrejas, hospitais e prisões, até que ele mesmo possa se convencer de que é necessário tornar-se uma pessoa limpa.
Este sonho não se tornou realidade porque graças ao Universo entrópico, a sujeira não fica quietinha no seu lugar preestabelecido, acaba voltando e, lamentavelmente mistura-se novamente entre todos nós, os agentes da limpeza, sempre reconhecidos entre si pela brancura impecável. Não se pode eliminar uma sujeira inexistente que só incomoda aqueles que se preocupam com o seu próprio umbigo.
Parece que somos livres porque decidimos viver na brancura. Mas nunca fomos tão prisioneiros quanto agora porque somos prisioneiros de nós mesmos. O que vale mais, um futuro seguro e regrado ou um futuro inseguro e sem regras? As incertezas para o amanhã estão deixando o homem desesperado, ninguém se preocupa com o que será legado para as gerações futuras porque nem se sabe se tais gerações existirão. Hoje se paga uma fortuna em seguro de vida, em seguro residencial, em seguro de automóveis, mas o medo ainda persiste. Ninguém pode assegurar nada porque não temos o controle da situação, não temos sequer o controle de nós mesmos.
No contexto de salve-se-quem-puder não há um apoio, um referencial para se guiar, pois ninguém confia mais em seu semelhante. Será que Deus morreu? Será que Nietzsche virou profeta? Este mundo tornou-se um pasto de bois que só conseguem olhar para si mesmos e nunca vão encontrar nada. E quem de fato são os bois? Ora, somos todos nós sem exceção, inclusive este que vos escreve. Diante deste quadro deprimente somos todos autores, somos todos pessoas ainda muito atrasadas no que se refere à vida em sociedade.
Qualquer ser humano capaz de compreender que sua ignóbil lucidez não é a força maior deste Universo sabe também que a vida de um narcisista é uma vida de solidão, a anti-vida. O homem moderno está pendendo para o isolamento. O número de pessoas que moram sozinhas aumenta cada dia mais e as relações humanas se volatilizam. Hoje em dia até pratica-se sexo pela internet com uma câmera e um microfone. O sentimento também está desaparecendo e muitas pessoas procuram os especialistas com uma angústia crônica: acabam seus relacionamentos afetivos e não conseguem sentir nada pelo próximo, nem sequer desprezo. O homem necessita reencontrar a si mesmo, mas o que é preciso para tanto? Livros de auto-ajuda, massagens, terapias orientais, religiões? Na verdade, precisamos menos disso, do que nos enfiarmos no meio da sujeira, aquela que fede e impregna nos cabelos e na pele. Quem sabe no meio dela poderemos encontrar um pouco de sinceridade, esperança, um raio de vida. Não pregava Jesus entre os moribundos, os coxos e os cegos? Não dizia Ele que quem necessita de médicos não são os de boa saúde?
Eu ofereço o presente trabalho a todos os irmãos da grande família humanidade na certeza de que o produzo em retribuição à maior glória que já recebemos: a vida e o amor de Deus. Convido vocês a mergulharem nesta delicada relação entre o Criador e a criatura e os instrumentos utilizados para tanto: a fé e a razão. Não falo da fé na qual o homem julga ser o ser supremo de si, mas daquela que nos liberta da pobreza mental, daquela que nos põe lado a lado com qualquer irmão. A fé que dialoga e se fortalece com a razão em quaisquer circunstâncias da existência.

interessados em obter o livres e Cd's entra no link do Site a baixo e faça a compra


Solano Jacob


Solano Jacob - A Fé e a Razão (2008)

01. A Vida Como Um Produto
02.
Pra Sempre Vivo

03.
Not By Bread Alone

04.
O Fogo é o Amor

05.
A Fé e a Razão

06.
African Princess

07.
Here I Come Again

08.
Haffi Rise Up

09.
Agradeça Sempre

10.
Praises

11.
Far Away

12.
O Dub e a Razão