Mostrando postagens com marcador Eventos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Eventos. Mostrar todas as postagens

Grito Cultural Reggae

VEM AI GRITO CULTURAL REGGAE DIA 14 DE SETEMBRO GALERA !! 

Virada cultural 2014

Virada cultural 2014
Programação Reggae 

Encontro das Tribos


Encontro das Tribos

Antecipado (Pista R$ 30,00)
Antecipado (Areá Vip R$ 50,00)

★ MACYEL ROOTS Apresenta:
Maratona Reggae ENCONTRO DAS TRIBOS

Quando, Sábado 24 AGOSTO
Abertura dos Portões ás 21h
Na onde, Internacional Eventos (antiga Philips) Guarulhos/SP

Atrações confirmadas:

✔ CHIMARRUTS
✔ MATO SECO
✔ TRIBO DE JAH
✔ EXPRESSÃO REGUEIRA
✔ LEOES DE ISRAEL
✔ JAH I RAS
✔ RAÍZES QUE TOCAM
✔ FILOSOFIA REGGAE

24/08/2013    21:00    SP GUARULHOS

INTERNACIONAL EVENTOS
Rua João Cavalari, 133

Tribo de Jah


Tribo de Jah no Vale do Anhagabaú centro de São Paulo

Jahming Reggae Festival 2


Jahming Reggae Festival 2 

9 de março no campo do Flamengo da Vila Maria

Junior Dread, Solano Jacob, Jah I Ras, Ina Sounds

Grito Cultural Reggae


11° Grito Cultural Reggae

dia 27/05/2012

Convide seus amigos e venha fazer parte desse grande evento

ENCONTRO DAS TRIBOS - 7 ANOS


Expresso Brasil

FESTA DE 7 ANOS - DO PROGRAMA ENCONTRO DAS TRIBOS com
MATO SECO - VENTANIA - TRIBO DE JAH
LEÕES DE ISRAEL - DAVID HINDS - SOLANO JACOB
FEIJÃO E KURTI SOUL- BANDA DAMATA -
USINA REGGAE - EXPRESSÃO REGUEIRA - NETO TRINDADE

24/03 (Sábado)
Av. Aricanduva, 11522 São Mateus
Fone: 2724-2000

Virada Cultural 2011


Virada Cultural 2011
 
O ano de 2010 foi o primeiro ano que o evento teve um palco exclusivo para nós regueiros e devido a boa conduta de todos que estão ali vendo um maravilho espetáculo de reggae music com muita positividade, tanto das bandas como do público que curtiu o evento de maneira exemplar imaginou que fosse uma afirmação e uma vitória contra o preconceito que nos regueiros vermos no dia-dia , é infelizmente se enganamos mais uma vez o ano de 2010 foi o primeiro e único com o palco “REGGAE” .
Mesmo Trazendo Bandas Clássica Como Steel Pulse e The Skatalites não podemos aceitar  tal discriminação, o “REGGAE” é cultura, paz, amor, liberdade! 
Além de não ter um palco para nós regueiros a prefeitura está colocando uma pedra para não acontecer o “Grito Cultural Reggae” que acontecem todos os anos em São Miguel paulista Zona leste de São Paulo, um evento que já faz parte da região e sem motivo algum a prefeitura vem
Tentando barrar o evento! Também somos cidadão, pagamos nossos impostos que bancam esses eventos e mesmo assim somos excluídos e rejeitados, isso que é incentivo á cultura?
Como Diz um Velho ditado Popular “Alegria de Pobre Duro Pouco”. Mas não podemos deixa isso assim não vamos Reivindicar nossos direitos, vamos combater contra esse preconceito e  discriminação.
OBS: esse texto foi enviado a Ouvidoria - Secretaria de Cultura de São Paulo por mim como informando minha revolta contra a prefeitura de São Paulo e casa de Cultura que tenta excluir todos os eventos reggae como se fôssemos uns criminosos O Reggae merece Seus Espaço e vamos brigar por ele e principalmente contra esse preconceito adotado pela Prefeitura de São Paulo.

vamos reivindica mande sua critica também. 


Se A Arte, Cultura e Música é um Direto de todos como eles dizem vamos reivindicar o nosso!
ouvidoria_responde@cultura.sp.gov.br

The Skatalites


A lendária banda The Skatalites divulga no seu site que participará da Vira Cultura 2011 no Centro de São Paulo no dia 16 de Abril, e quem está fora de são paulo poderá ve-los  em Campinas no Espaço MOG no dia 21 e 22, Minas Gerais - belo Horizonte no Music Hall dia 15, Pernambuco - Recife Chevrolet Hall dia 17, Brasília DF - Varanda Tropical ASBAC dia 20 ambos em Abril. 

Reggae in Concert


De Imagens do Blogger

Max Romeo

Finalmente: O lendário Max Romeo confirma tour pela América do Sul, e Brasil está na rota! Confira!







  A Intershows/Surforeggae traz mais uma lenda do reggae mundial para perto de você. Depois de trazer ícones como Israel Vibration, Groundation, Soja, Bambu Station, Don Carlos, entre outros, chega a hora do líder de pedidos se apresentar em terras brasileiras... Max ROMEO!

Qual amante da música Reggae não conhece ou já ouviu falar em Max Romeo? Maxi Smith, conhecido mundialmente como Max Romeo, nasceu em 1947 em Saint Jaimes - na Jamaica - e lançou seu primeiro disco, aos 18 anos de idade. Logo na sua estréia, conseguiu repercussão suficiente para que fosse convidado pelos maiores produtores jamaicanos da época, como Bunny Lee e Lee “Scratch” Perry, com o qual produziu um dos albums mais cruciais e importantes do Reggae segundo a crítica internacional – “War Inna Babylon”.

Basta escutar “Three Blind Mice” ou “Chase The Devil” (Hit que foi sampleado inclusive pelo grupo de música eletrônica “Prodigy”) para entender o poder hipnótico das músicas de Max. Responsável por criar no Reggae um gênero batizado de “lyrics”, onde as músicas eram cantadas com três vozes simultâneas, o artista alcançou inclusive as paradas internacionais, como com a música “Wet Dream”, que esteve liderando por semanas o TOP 10 da Inglaterra.


Sua performance no palco e sua técnica vocal continua conquistando elogios tanto do público da sua idade como dos mais jovens, que se rendem ao Reggae do pioneiro jamaicano. Max Romeo é um dos artistas jamaicanos mais bem sucedidos na Europa e Estados Unidos, e se apresenta para verdadeiras multidões por onde passa, chegando a ser atração principal de grandes festivais.

Apaixonado pelo Brasil, o artista inclusive tem dois filhos com nomes de craques do nosso futebol – Romário (com 13 anos) e Ronaldo (com 11 anos). Max anunciou que em 2010 estaria encerrando sua carreira de grandes turnês, e que gostaria de passar por terras tupiniquins. Agora é a hora do público brasileiro e sul-americano se preparar para grandes shows e conhecer mais desse verdadeiro ícone da música jamaicana e mundial.

DATAS JÁ CONFIRMADAS

 10/09 - Fortaleza/CE - Biruta



11/09 - Belém/PA - African Bar



18/09 - São Paulo/SP - Estância Alto da Serra 
Fonte:Surforeggae 

One Love Festival Brasil


One Love Festival Brasil

Atrações:

Alpha Blond and The Solar System: Costa do Marfim
The Gladiators: Jamaica
Leões de Israel: SP
 
Vibrações: AL

17 de Setembro ás 22 Horas
Local: 
Expresso Brasil
Avenida Aricanduva, 11.500 - São Paulo/SP

'Grito Cultural Reggae'


"10° Grito Cultural Reggae"

Várias bandas de reggae estiveram presente na 10º edição do "Grito Cultural Reggae", realizado no último domingo (23), no Complexo Viário Itaqueruna, Cidade Nova São Miguel, em São Miguel Paulista, Zona Leste da cidade de São Paulo.

O evento em suas primeiras edições recebia o título de "Grito de Carnaval Reggae", mas recentemente passou a ser intitulado "Grito Cultural Reggae" com o objetivo de tornar-se um evento artístico com capacidade de reunir bandas de diversos credos, ideologias e raças, e até mesmo estilos musicais.
Mudamos para Grito Cultural Reggae, para que várias etnias pudessem participar do evento- disse Alfredo Rasta, idealizador e diretor geral do evento.
O Evento foi um Sucesso, com muita vibração positiva, sem brigas e botando a babilônia para baixo, e em destaque as Banda Jah Live, Planta & Raiz, Dagô Miranda e banda Al Mahasta uma grande Revelação do Reggae nacional que vem fazer um ótimo trabalho e que está com seu novo CD "Vivos e Espertos".
Valeu Alfredo Rasta e Associação Cultural Reggae por mais um grande Domingo de Muita Vibe e Positividades!

A Virada que não está no papel

Virada Ilegal

Não muito longe dos bem-estruturados palcos da Virada Cultural 2010 um grupo organiza, pela terceira vez, a Virada Ilegal, como opção às mais de mil atrações previstas na festa municipal. A noitada irá das 20h de sábado às 6h de domingo em um barzinho da Rua Irmã Simpliciana, junto à Praça da Sé. No elenco estão os músicos Rood Boss, Kulltcha Sound, Big Youth e Hail Him.
A ideia tomou forma em 2008, quando Greg Fernandes, Sono, Jurássico e Luís levaram à organização da Virada municipal o projeto de um palco para apresentação de artistas alternativos. Rechaçada a proposta, resolveram arregaçar as mangas e realizar sua festa musical assim mesmo. No ano passado, conseguiram reunir 5 mil pessoas em torno de sua Virada Ilegal, boa parte delas convocadas pelo blog criado para divulgação do movimento. O formato do encontro é inspirado nos "soundsystems" montados nos anos 60 e 70 na Jamaica, país em que o reggae nasceu.
- A gente só precisa de um bar que nos libere uma tomada para ligarmos nossos aparelhos, e a festa está feita - explica, o seletor Greg Fernandes.
Para os não-iniciados, "seletor" é o nome que os participantes da Virada Ilegal dão para quem opera os pick ups e seleciona a trilha sonora da noite. O termo DJ nasceu apenas para qualificar quem animava a turma, rimando em cima da música, originalmente só instrumental.

 Postagem original: O Globo
quem quiser saber mais sobre a Virada Ilegal pode visitar os link a baixo





Obs: postei as os cometários sobre a vira cultural e da ilegal,  pois tanto uma como a outra tem um peso fundamental para o senário do reggae nacional, principalmente "essa denominada de Ilegal" sem auxilio de prefeitura ou qualquer outro órgão municipal ou estadual, galera vc's estão de parabéns 

Virada Cultural 2010

A Virada Cultural 2010 teve um gostinho especial para os amantes do ritmo de Jah. Tudo isso porque alguém teve o bom gosto - e porque não dizer audácia - de trazer ícones do estilo para a nostálgica alameda Barão de Limeira. Além da inusitada, desejada e comemorada "jam" entre Cidade Negra e Ras Bernardo - o primeiro show em anos com o ex-vocalista - o grande Pablo Moses, a maravilhosa Fully Fullwood Band e o lendário Clinton Fearon, ex-baixista dos Gladiators, abrilhantaram esta "Virada" que seguramente será uma das melhores da história (mesmo que nova), e torcemos para que ela dure muito. Porém, esta matéria tem por finalidade destacar uma presença inédita de um "rocker" que roubou a cena.

BIG YOUTH

A escolha do músico e Dj jamaicano Manley Augustus Buchanan - o Big Youth - como a principal atração no segundo e último dia do evento, sacudiu os regueiros de plantão. No palco dedicado aos fãs do reggae, ska, raggamuffim, dance hall e outros ritmos, os sentimentos se afloraram.

Youth, do alto dos seus 61 anos e com o seu leão de Judá pendurado no peito, esbanjou vitalidade, alegria e muito entusiasmo durante o show, e por nenhum momento deixou de dançar, soltar seus "scorchers" e gritos, sacudir seus dreadlocks grisalhos e abrir seu belo e famoso sorriso dourado para o público, que extasiado e em perfeita sintonia retribuía com palmas e pedidos de clássicos como "Movin’ On", "Train to Rhodesia", "Screaming Target" e "Hit the Road Jack", cover de Ray Charles.

(o famoso sorriso de Big Youth)


Acompanhado por músicos competentes como Tony Chin, guitarrista da "Fully" que não perdeu a oportunidade de dar uma canja com o astro, Big fez a alegria da galera com suas canções e as já tradicionais mensagens positivas do tipo: "Cuidem-se, amem e celebrem a vida, façam sempre a coisa certa, façam o bem que todo resto é permitido... que Jah nos abençoe nesta noite. Rastaaaaa!".

Seu último e surpreendente trabalho, "Musicology", também foi executado com bastante imponência sonora, que aliás, foi de arrepiar, levantando até impressões do público de estarem ouvindo ao vivo os não menos lendários Sly & Robbie. Apenas para constar, Sly Dumbar participou realmente do álbum "Musicology", e "só" por isto se torna digno de pesquisa.



(Tony Chin em palco com Youth)


OS DJs JAMAICANOS

Big Youth é um daqueles artistas raros. Mesmo tendo iniciado sua carreira no final dos anos 70, faz parte de uma safra de "cantores" eternizados pela grande estrela U-Roy (seu mentor), mas que já existem a muito tempo na Jamaica. Os DJ jamaicanos (neste caso é uma abreviação de DeeJay e não DiscJóquei) eram responsáveis por divulgar e animar as festas promovidas pelas Sound Systems nos guetos de Kingston, rimavam e acrescentavam pequenos efeitos vocais em cima das bases tocadas nos aparelhos de som, fazendo muito sucesso entre a população local e até mesmo na Inglaterra.

O primeiro deejay, apesar de não muito conhecido, foi Count Machuki da Tom the Great Sebastian (a primeira Sound System que se tem conhecimento) que ainda tocava R&B e um pouco de Ska. Dessa cultural popular surgiram diversos "rimadores" (ou toasters), dentre os quais podemos destacar King Stitt e U-Roy que começaram na Sound System de Sir Coxsone Dodd (Downbeat the Ruler), trabalhado posteriormente com King Tubby no Duke Reid’s Sound System, já na época do dub, explodindo de vez como estrelas na Jamaica e influenciando toda uma geração de artistas americanos que utilizaram o estilo do "deejayin" jamaicano para desenvolver o rap (sim, o rap só existe por causa da Jamaica!).

"DO GUETO AO GUETO"

Carinhosamente apelidado como "Palco da Maconha", a estrutura foi montada na Alameda Barão de Limeira entre dezenas de lojas de motos, pequenos hotéis decadentes e alguns, não tão raros e robustos prédios e sobradões ricos em adornos e que, mesmo abandonados e depredados, são testemunhas de histórias deste pedaço que já foi um dos mais elegantes e exclusivos da cidade.

Hoje, é frequentado por apressados motoboys, imigrantes africanos e muitos viciados em crack expurgados da vizinha Cracolândia, que perambulam feito zumbis pelas ruas da região. Do gueto ao gueto, Jamaica e Brasil tem muito mais em comum do que a forte influência africana. A marcação do baixo e os ecos do dub ou do funk ouvidos em suas esquinas, a pobreza e a alegria mesmo com tantas dificuldades nos aproxima.

O clima durante a apresentação foi tranquilo e sem nenhum incidente. Em meio a uma suave e perfumada nuvem de fumaça que pairava sobre as cabeças, policiais alheios e tranquilos faziam a segurança do lugar onde se via muitas crianças, casais, idosos, familias e principalmente jovens dos mais diversos cantos e das mais distintas classes sociais que puderam se unir, compartilhar e celebrar bons e divertidos momentos diante de um dos mais carismáticos e importantes músicos da história do reggae. Sua benção Big Youth, coloque o Brasil em sua rota!

   Postagem Original:

Virada Cultural




15 e 16 de maio

Maiores Informações:
http://viradacultural.org/programacao

Grito Cultural Reggae

DIA 23 DE MAIO


"10° GRITO CULTURAL REGGAE "
 
O MAIOR EVENTO DE REGGAE GRATUITO DO BRASIL

COM AS BANDAS


 Sistah Molly Rose - "Red Meditation"
Planta & Raiz
Jah Live
 Dada Yute
 Solano Jacob
 Jimmy Luv
 Dagô Miranda
 Walking Lions
 Planeta Reggae
 The Preservation
 3g Momento de Reflexão
 Planeta Dub


 Participação especial: Ubaldo Waru, Kuky Lughon, Nell, Al Mahasta, Alexandre Cruz / Família 7 velas, Ms. Ivy / Família 7 Velas

 Data: 23 de maio 2010 Local: Viário Itaqueruna (travessa av. Moacir Dantas Itapicuru) Bairro: São Miguel Paulista Horário: Das 10:00 às 22:00 horas Preço: gratuito Fone: (11) 2057.1886

Encontro das Tribos

                         

                                                     TRIBUTO A BOB MARLEY