Mostrando postagens com marcador Dissidência. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Dissidência. Mostrar todas as postagens

Banda Dissidência


Banda Dissidência - Viaduto (2016)

01. Horizonte Discolor
02. Morro de Lástima
03. Jean
04. Só O Tempo
05. Acorda Favela!
06. Esmaga Dissidência
07. Encarnação
08. Viaduto
09. Membro da Embaixada
10. Escravo do Amor
11. Ninguém Será Capaz
12. Terra de Índio

Banda Dissidência


Banda Dissidência - Desesperado (2003)

01. Helpe Sudão
02. Conflitos e terror
03. Cansada Rotina
04. Alto astral
05. Desesperado
06. Liberdade
07. Obrigado Mamãe
08. Injustiça
09. Rasta Neguinho
10. Riquesas do Recôncavo
11. S.O.S Subaé
12. O Salvador
13. Dado Novo

A força de um povo só é medida quando ele se une objetivando realizar coisas interessantes, que vão beneficiar a sua totalidade e caminhar segundo as leis de Jah, para a vitória final. Foi assim que três jovens Amigos/irmãos, cantores e compositores Santamarenses, uniram-se, com o objetivo de difundir a Arte e a Cultura de um povo sofrido, humilhado e esquecido, porém, perseverante, lutador e esperançoso de que dias de glória virão, conforme prometido pelo o Altíssimo Senhor, Criador dos céus e da terra e de toda a criatura vivente, o Deus de Abraão, Isaac e Jacó, o verdadeiro Deus, que atende pelo nome de Jeová, e que tem como abreviatura do seu nome,tirado das escrituras Hebráicas, Jah. Esses três citados Amigos são: Val Caetano, Hélio Man, e Acácio Buia. A vontade de compor e cantar era tamanha, por parte desses Amigos, mas, as dificuldades em obter os instrumentos para realização do sonho, eram imensas. Com muito esforço e com ajuda de Amigos, introduziram ali uma guitarra e um teclado e os primeiros acordes, extraiam sorrisos e abraços fraternos do citados Amigos/irmãos. Após a formação do primeiro repertório, Val Caetano, Helio Man e Acácio Buia, iriam reunir-se para definir o nome da Banda. Após varias sugestões, decidiram colocar Dissidência, que quer dizer: Divergência de opiniões. Sim, divergimos da opinião desse sistema de coisas. E outra razão para esse nome, é que naquela altura, já tínhamos outros componentes que eram dissidentes de outros grupos musicais. Com a Banda já formada, repertório montado,precisaríamos de um produtor. Foi então que os Amigo convidaram Ismael Neto ( Jajá ), para se juntar a eles, e ser mais um irmão, dessa Família chamada de “Povo de Jah”. Jajá, além de produzir, teve ativa participação na compra de instrumentos.O primeiro Show aconteceu no Palco das Festas da Purificação, em 24 de Janeiro de1993, em Santo Amaro-Bahia, quando na oportunidade o público foi surpreendido, pela ousadia daqueles meninos que tiravam ali, o Reggae do gueto, uma vez, ainda muito discriminado, e o levava para toda a comunidade Santamarense. O show foi um sucesso! Tempos depois, o baixista Edson Esquivel, juntou-se a família, onde permanece até hoje. O sucesso dessa Banda, tomou a Bahia e ganhou o Brasil, realizando shows com grandes atrações internacionais,tais como: Lucky Dube, Andrew Tosh, Groundation, Siddy Ranks, Starlights, Jimmy Cliff, entre outros. E grandes nomes do Reggae nacional, como: Edson Gomes, Nengo Vieira, Tribo de Jah, Sine Calmon, Cidade Negra e outros. Realizou também shows com artistas de outros seguimentos musicais, tais como:Maria Bethânia, Caetano Veloso, Milton Nascimento, Elba Ramalho, Daniele Mercury, Racionais MC, Marcelo D2, Margareth Menezes,Exalta Samba,entre outros. Influenciados palas idéias de Bob Marley, Peter Tosh, Banny Wailer e Edson Gomes,a Dissidência, busca transmitir ao seu público, a tradução através da música, de histórias reais que acontecem no nosso dia-dia, de discriminação por preconceitos raciais, injustiças sociais e canta o amor de uma forma diferente, sempre com melodias envolventes e letras contundentes. Hoje, várias canções dessa Banda são consideradas sucessos nacional no mundo do Reggae, entre elas estão:Help Sudão, Injustiça, Cansada Rotina, Riqueza do Recôncavo, Jean, Desesperado, Paquera e Rasta Neguinho. A tragetória dessa Banda, se renova a cada dia. E a cada dia o seu público é renovado, assim como uma herança que é passada de pai para filho, assim como a palavra de Jah que é renovada e passada de geração para geração, até a chegada do Armagedom ( O dia de Jah), quando a vitória final será evidenciada. Pense: Somos livres, pois, assim fomos criados pelo o Altíssimo Soberano Senhor Jah!

Contatos para Shows


Telefone

Celular (71) 9614-1038