Rádio Online

Aviso


Músicos e Bandas que não estiverem satisfeitos com o link de algum CD que eu Tenha disponibilizado ou qualquer outro problema me informe pelo Email abaixo que retiraremos imediatamente!


"Mesmo que o rádio não toque, mesmo que a TV não mostre
Aqui vamos nós, cantando reggae, aleluia Jah!"
EDSON GOMES

Meu Contato: silvaniorootsreggae@yahoo.com.br

Versículos

26/02/12

Esse Eu Recomendo


VERMELHO COMO O CÉU

Mirco  é um garoto toscano de 10 anos que é apaixonado pelo cinema. Entretanto, após um acidente, ele perde a visão. Rejeitado pela escola pública, que não o considera uma criança normal, ele é enviado a um instituto de deficientes visuais em Gênova. Lá descobre um velho gravador, com o qual passa a criar estórias sonoras.

Clichês a parte, como dificuldades físicas e superação, ou relações em que é necessário vencer as diferenças, o filme tem um atributo a mais, tudo é belo, bem detalhado, contando com uma fotografia privilegiada, afinal estamos falando de Itália, não é necessário muito para ser fazer um filme estéticamente belo, ainda mais relembrando os anos 70, aonde a nossa história toma vida. Voltando ao roteiro, mesmo que já conheçamos filmes a mesma raiz, Vermelho como o Céu é feito em dosagens leves, chegamos a nos comover, ao mesmo tempo que vemos nossos personagens desenvolvidos ao ponto de tudo parecer completamente normal, a cegueira não é um obstáculo, mas uma forma de buscar novas sensações. É isso, nosso filme de hoje fala sobre sensações acima de sentimentos, cada toque, a musica, a criatividade, tudo isso é submetido a aprovação do espectador, sem muita dificuldade. Borlone se saiu muito bem com o seu objetivo, arrebatar os espectadores, diferente de Fellini o diretor que me motivou a falar do cinema italiano, que busca confrontar o público. Com 96 minutos de duração Vermelho como o Céu mesmo tratando de um drama, chega a ser leve, e como a solução do meu experimento o julgo como um trabalho apaixonante. Nossa eu não pensei ser tão difícil definir esse longa. Ficou meio as escuras, fazendo referência ao próprio motivo de nossa divagação. Sem mais, espero que gostem !!

0 comentários:

Postar um comentário

Dúvidas e comentários