Rádio Online

Aviso


Músicos e Bandas que não estiverem satisfeitos com o link de algum CD que eu Tenha disponibilizado
ou qualquer outro problema me informe pelo Email abaixo que retiraremos imediatamente!


"Mesmo que o rádio não toque, mesmo que a TV não mostre
Aqui vamos nós, cantando reggae, aleluia Jah!"
EDSON GOMES

Meu Contato: silvaniorootsreggae@yahoo.com.br

Versículos

05/12/2010

Rockers Control


Rockers Control - Jacuipe Sessions (2008)

01. Soltinho
02. Do Alabama ao Atacama
03. Dança das Abelhas
04. No Rio dos Jacus
05. Minduca
06. Durango Kid
07. 36 Léguas
08. 46 do Segundo Tempo
09. Coaxo do Sapo
10. Jatiman
11. Realejo Flutuante
12. Ginguba

A Origem do Rockers Control está bastante ligada ao grupo de reggae Afetos, que chegou a tocar bastante por aí quando o reggae nacional passou por um ciclo de renovação, no começo dos anos 2000. Mas neste caso, o lado B venceu o lado A. Com uma mudança de integrantes e direcionamento musical, foi formado o Rockers, voltado ao Dub, este primo “alternativo” do reggae, também com origens jamaicanas, mas com ênfase mais instrumental, nos climas, nos efeitos sonoros e no improviso sem comprometimentos com o formato canção.

O Rockers Control tocou durante anos nas concorridas festas do Dubversão Sistema de Som, baseando suas apresentações (com mais de duas horas de duração) nos discos selecionados pelo DJ Yellow P. - considerado uma referência do estilo no Brasil. Yellow P. também passou a operar a mesa de som nas apresentações, e os efeitos que intervêm na performance ao vivo da banda, que conta ainda com Bruno Buarque (bateria), Mau (baixo), Décio 7 (percussão), Marietta (voz e teclado) e Cris Scabello (guitarra).

As apresentações do Rockers, com seu caráter de improviso, começaram a atrair outros músicos, e contaram com participações, entre outros, de BNegão, Simone Soul, James Müller e Ganja Man, além dos produtores Buguinha e Lenza na operação do som.

O disco Jacuípe Sessions foi gravado na passagem de 2005 para 2006. Os integrantes foram todos para a praia de Jacuípe, na Bahia, onde fica o estúdio Coachar do Sapo, cedido para a empreitada. Em clima de improviso e festa, foram surgindo diferentes versões para cada música, e muitas horas de material registrado. Execução livre, fiel ao som “ao vivo”, “quente”.

Após um recesso de quase um ano, em que surgiram filhos, outros projetos, outras aventuras, a trupe do Rockers se reuniu de novo para mixar o disco e voltar a tocar ao vivo, nas festas do Dubversão e em outras paragens.

0 comentários:

Postar um comentário

Dúvidas e comentários