Aviso


Músicos e Bandas que não estiverem satisfeitos com o link de algum CD que eu Tenha disponibilizado
ou qualquer outro problema me informe pelo Email abaixo que retiraremos imediatamente!


"Mesmo que o rádio não toque, mesmo que a TV não mostre
Aqui vamos nós, cantando reggae, aleluia Jah!"
EDSON GOMES

Meu Contato: silvaniorootsreggae@yahoo.com.br

Versículos

19/11/2009

O Melhor do Reggae Roots

Finalmente! A lendária banda The Congos se apresentará no Brasil pela primeira vez! Confira!



Diretamente da Jamaica (Kingston), Cedric Myton e companhia vêm dar aquele que promete ser um dos espetáculos mais Roots visto no Brasil. A banda The Congos é muito cultuada no país, e a anos sua presença em terras brasileiras vêm sendo pedida ou, sem falso exagero, IMPLORADA pelos milhões de amantes do ritmo. Agora é a hora de se emocionar diante deste ícone do reggae mundial, que fechará com chave de ouro o calendário de apresentações mundiais.

THE CONGOS

Criada em 1976 por Cedric Constantine Myton e Roy "Ashanti" Johnson, aos quais se junta posteriormente Watty Burnett Lindberg "Preps" Lewis, os “The Congos” são uma das mais lendárias bandas jamaicanas de roots reggae. Cedric despertou cedo para a música, aos dezesseis anos o seu primeiro single “Dance All Night”, gravado com a sua primeira banda, “The Tartans”, ocupava o primeiro lugar nas charts da música jamaicana.

Posteriormente, gravou com os “The Sons of Negus”, a banda de Ras Michael. Após juntar-se a Lincoln Thompson forma os “Royal Rasses”, também conhecidos por “Rass-es”, e grava o disco “Humanity” em 1975. Em 1976 Cedric forma os “The Congos” que, no ano seguinte, com a colaboração de Lee Scratch Perry, gravam o “Heart of the Congos”, disco que se tornou numa das principais referencias da história do roots reggae - um dos 20 melhores de todos os tempos, e que é considerado por muitos como o mais brilhante da carreira de Perry.

Após o sucesso de “Heart of the Congos”, a banda foi se separando, começando por Johnson, após o 2º álbum (“Congo Ashanti”, 1979). Depois, Burnett deixou a banda após o 3º disco, “Image of Africa” (1979). Cedric ainda fez “Face The Music” em 1981, contudo o legado de “Heart of the Congos” revelou-se muito pesado e nenhum dos álbuns seguintes conheceu o mesmo êxito.

Até meados dos anos 80, Cedric continuou a produzir música com uma série de outros artistas, mas sempre mantendo o nome original da banda. Em meados da década de 90, após cerca de quinze anos de separação, a banda volta a juntar-se com Lindburgh Lewis no lugar de Johnson. O álbum "Natty Dread Rise Again" (1997) marca o seu regresso, onde se sucedem uma série de álbuns.

O álbum de 2005 “Give Them the Rights”, gravado com a colaboração de artistas como “Sly and Robbie” e Earl "Chinna" Smith, recupera o espírito roots dos primórdios da banda. Hoje, trinta e três anos depois de “Heart of the Congos”, o grupo se juntou e vem pela primeira vez ao Brasil compartilhar o seu amor e a sua música em várias cidades do país, divulgando também o novo álbum, “Swinging Bridge”.

"Kazebre Rock Bar" 11/12/2009
Príncipe Messias - Ponto de Equilíbrio - The Congos
maiores Informações no Site

0 comentários:

Postar um comentário

Dúvidas e comentários